sexta-feira, 7 de maio de 2010

O cântico da Terra.

Eu sou a terra, eu sou a vida.
Do meu barro primeiro veio o homem.
De mim veio a mulher e veio o amor.
Veio a árvore, veio a fonte.
Vem o fruto e vem a flor.

Eu sou a fonte original de toda vida.
Sou o chão que se prende à tua casa.
Sou a telha da coberta de teu lar.
A mina constante de teu poço.
Sou a espiga generosa de teu gado
e certeza tranqüila ao teu esforço.

Sou a razão de tua vida.
De mim vieste pela mão do Criador,
e a mim tu voltarás no fim da lida.
Só em mim acharás descanso e Paz.

Eu sou a grande Mãe Universal.
Tua filha, tua noiva e desposada.
A mulher e o ventre que fecundas.
Sou a gleba, a gestação, eu sou o amor.

A ti, ó lavrador, tudo quanto é meu.
Teu arado, tua foice, teu machado.
O berço pequenino de teu filho.
O algodão de tua veste
e o pão de tua casa.

E um dia bem distante
a mim tu voltarás.
E no canteiro materno de meu seio
tranqüilo dormirás.

Plantemos a roça.
Lavremos a gleba.
Cuidemos do ninho,
do gado e da tulha.
Fartura teremos
e donos de sítio
felizes seremos.

Cora Coralina

Teoria da prosperidade com Cristo?

kkkkk

6 comentários:

Juan Moravagine Carneiro disse...

Gosto de Cora Coralina...

...Essa da prosperidade de Cristo foi interessante...rsr...!

Aliás retornando ao seu espaço percebi que você já tinha usado uma imagem de Bansky antes de mim em uma de suas postagens...

...Só fui ver hoje!

Desculpa


Abraço

Por Ele. disse...

Usava como layout. Mas em algum momento vc comentou que usava antes de mim?? Bem, aqui o acesso é livre. Tenho novidade nos recentes e cópias no passsado. E tudo do novo é um dia copiado. Isso não importa! Precisamos é de fruto, e o da luz é bondade, justiça e verdade. (Ef 5.9)

O texto pode ser interpretado como: destruíndo o bom.

Open eyes disse...

"Destruindo o bom"

Barbara disse...

Cora era como mensageira da própria terra e seus elementos.
o vento - gostei de imaginar.

petrucian disse...

"do barro veio o homem, dele veio a mulher e o amor", sei que vivemos em um mundo onde ninguém varoriza o homem depois que deixa de ser criança, ou até mesmo antes, mas quando se exclui uma pessoa, se deixa de ser belo aos olhos dela, mesmo sendo bela. sei lá quem escreveu isso, mas essa pessoa não gostava dos homens. nada contra voce, nada contra ninguém, quero paz a todo mundo, mas hoje se julga, amanhã será julgado.

Por Ele. disse...

Lê novamente.

"Nasci em tempos rudes, aceitei contradições, lutas e pedras como lições de vida e delas me sirvo." - Cora Coralina