segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Jerusalém, Jerusalém!

Carta de Mari.

"... Eu descobri algo muito importante: a vida aqui dentro era exatamente igual à vida lá fora. Tanto lá como aqui, as pessoas se reúnem em grupos, criam suas muralhas, e não deixam que nada de estranho possa perturbar suas medíocres existências. Fazem coisas porque estão acostumadas a fazer, estudam assuntos inúteis, divertem-se porque são obrigadas a se divertirem, e que o resto do mundo se dane, se resolva por si mesmo. No máximo, assistem - como nós assistimos tantas vezes juntos- o noticiário da televisão, só para terem certeza do quanto são felizes, num mundo cheio de problemas e injustiças. Ou seja: a vida da Fraternidade é exatamente igual à vida de quase todo mundo lá fora - todos evitando saber o que se encontra além das paredes de vidro do aquário."

7 comentários:

Marcus Henrick disse...

"as parades de vidro do Aquário.."

Qdo tentamos quebrá-la, logo aparece pessoas dizendo: " Voçê vai se ferir e sangrar, permaneça conosco, Aqui temos segurança.. "

Mas Sabemos que quem quebra o Aquario se Faz Livre do Peso que existe na da Alma,
Aprende A reconhecer o AMOR,
O Verdadeiro Amor...
Veja o vídeo q pus no blog..

Abraço !!

Marcus Henrick disse...

Nossa Agora Eu fui entender ...
O Aquário podemos quebrar..

Mas As muralhas que construimos..
Essas..
Só O VERDADEIRO AMOR..
TEM PODER de faze-las Ruir...

PAZ!!

Por Ele. disse...

Não.
Ele vai quebrar TUDO com Seu toque de AMOR!

Marcus Henrick disse...

:')
me fez refletir..
Existem sentimentos, situações, que aos meus olhos Eu Preciso Romper..
Mas Quando Deixamos ELE FAZER TUDO por NÓS e do jeito DELE..
Aprendemos a mergulhar na Esperança (que não se VÊ)..é FÉ !!

Dennys Reys disse...

Nossa casa interor tem labirintos que nem nós mesmos não conhecemos....

Rosângela - discípula aprendendo... disse...

Que bom .. aqui percorrer e encontrar...
entra: www.restauracaodahumildade.com.br

Vamos orar pelas cidades do BRasil? Para vir a Humildade de Jesus?
Tudo a ver...

Luhan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.